18/04/2017

Se dar um tempo faz bem.

Photo: Ben Waardenburg

No ano passado eu percebi que fazia anos que eu não me cuidava, eu simplesmente não conseguia desacelerar e prestar atenção em mim mesma, o que deixava meus dias estressantes e esmagadores. Eu sempre quis e me esforcei para agradar as pessoas ao meu redor, para atingir expectativas que não eram minhas. Toda minha inspiração tinha sumido, eu não sentia vontade de escrever, fotografar ou desenhar. O blog tinha virado uma "obrigação", socializar com as pessoas também.

Isso resultou em uma Aláina que eu não conhecia e de quem eu não gostava, foi uma época confusa e ruim para mim e provavelmente para quem me cercava também. Foi então bem no meio de mais um ano cheio, o temido TCC, muitos problemas e crises tensas de ansiedade, que eu finalmente fui aprendendo a dizer não, eu não posso ajudar, eu não posso ser quem você quer, eu não posso me tratar assim.

E esse é um dos motivos que eu dei uma sumida daqui do blog e também da vida de muitas pessoas, eu me permitir "não fazer nada", me divertir e fazer só que me desse vontade ou me fizesse sentir frio na barriga, não só para reavaliar a minha vida, mas também para descobrir o que eu queria. 

Esse é o motivo de eu estar abrindo meu coração para vocês hoje, por que se você está se sentindo assim também: na medida do possível se permita não fazer nada, a não responder na hora. Saiba que dizer não as pessoas faz também para você e a elas, algumas vão ficar bravas por que nunca ouviram um não antes, mas ta tudo bem: isso é problema delas e não seu.

As vezes desligar o celular, dormi, viajar, ver um seriado ou pintar o cabelo faz bem, claro que tudo isso em paz sem ninguém e dizendo o que ou como fazer, sem ninguém te impondo quem ser. Então sempre que puder:


  • De um tempo a si mesma. (Faça algo sozinha)
  • Diga NÃO quando não quiser fazer algo.
  • Se aproxime de quem te faz sentir livre.
  • Deixe as pessoas negativas e cruéis para trás.
  • Permita-se conhecer gente nova.
  • Acredite no seu potencial. (Comece pelas pequenas coisas)


Outro post que talvez te ajude seja esse da Loma •  O ano em que disse não • eu me identifiquei, percebi que eu não era a unica pessoa que precisava falar mais não e lembrei o quanto eu amo isso aqui e tenho sentindo falta de vocês.

Mas eae, me contem como anda da vida de vocês?

1 comentários:

  1. Ahh que saudade desses posts cheios de sentimento ♥
    Eu passei pela mesma coisa! E tô feliz que você conseguiu dar esse passo que também foi desafiador pra mim na época: dizer não.
    Espero que a cada dia mais você se sinta melhor. E volte!

    www.ultimobiscoito.com

    ResponderExcluir

Olá! Fique a vontade para comentar, sua opinião é muito importante para mim.
- Responderei e retribuirei todos os comentários assim que possível.
- Vou olhar seu blog e se eu gostar irei te seguir então não precisa comentar: "estou te seguindo, retribui?", esse tipo de comentário será ignorado.
- Não é permitido termos ofensivos ou abusivos, se você achou que de alguma forma o blog ou alguma postagem foi ofensiva por favor me encaminhe um e-mail.