28/07/2014

Meus erros


              E é em uma segunda que a gente se pega errando, se conhecendo e vacilando com alguém que é especial demais, pra deixar ir embora sem reconhecer o erro, sem tentar explicar que agora você entendeu todas aquelas coisas que antes não compreendia tão bem, porque é na segunda a noite enquanto você observa a parede pensando em você, nas suas atitudes, você percebe que fez tempestade em copo de água, que colocou peso aonde não tinha e que falhou. Porque é quando você menos esperar que descobre que gostava mais do que imaginava, que podia oferecer mais conforto e carinho do que oferecia, que podia ter sido melhor se não tivesse medo de todos aqueles "e se's". 
           Quando percebe que você é pilhada demais, transborda demais, que  as outras pessoas não merecem ser atingidas pelo campo minado que você cria. Você se toca do que quer, o que te importa e quem te faz feliz, é depois de se sentir uma pessoa horrível e de chorar um pocado, que você levanta sua cabeça, percebe seu erro e oferece o "concerto". As vezes a gente precisa disso mesmo, precisa perder, precisa sentir medo, precisa se conhecer, precisa de alguém que chega e diz: "que merda você ta fazendo". Porque as vezes a gente tá lá, só acelerando e provocando cada vez mais danos. E alivia a alma entender o que estava errado, é claro que as consequências vem e aprender a lidar com elas faz parte também.
             Amar alguém não te dá garantias de nada e conforme a gente cresce vai aprendendo que o outro não é um príncipe da Disney e que exigir o amor que você acha certo é exigir demais, o outro não é obrigado a gostar de você da forma que você fantasia, não tem um contrato que obriga o outro entender a tpm, aguentar as chatice ou ficar até amanhã seguinte.Tudo e todos que permanecem são consequências do quão agradáveis nós somos. E você tem sido agradável? Adorável? Você mesma? Tem sido alguém por quem você ficaria? Porque muitas vezes tudo o que recebemos é um eco do que emitimos. E eu tenho emitido muito ruido, muito drama, muito peso. Eu tenho errado mais do que "poderia" e acredite quem mais sai ferida sou eu, cada bomba que solto atinge em cheio a mim mesma, então se você estiver lendo isso, é sim mais um pedido de desculpa um tanto confuso, mas é o ultimo. Sinto muito por eu ter sido tão teimosa e sacana, mas tem coisa que a gente só aprende de ferrando e se ainda importa: Eu continuo amando  você.  

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Inspirador, lindo texto!
    Estou visitando e já vou ficar, acabei de seguir. beijinhos

    http://dannyalmeidaaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá! Fique a vontade para comentar, sua opinião é muito importante para mim.
- Responderei e retribuirei todos os comentários assim que possível.
- Vou olhar seu blog e se eu gostar irei te seguir então não precisa comentar: "estou te seguindo, retribui?", esse tipo de comentário será ignorado.
- Não é permitido termos ofensivos ou abusivos, se você achou que de alguma forma o blog ou alguma postagem foi ofensiva por favor me encaminhe um e-mail.