14/04/2014

Aos vinte a gente se encontra ou se perde?


    Eu estou me perdendo ou me achando? Até ontem eu tinha certeza do que queria, aonde eu queria chegar e quem eu era, mas um brisa leve  fez com que eu bagunçasse tudo e por hora eu só sei que não tenho certeza de nada, gostaria de poder ter congelado o tempo para pensar, mas como isso é impossível ele continua passando e a cada minuto eu estou mais perto de um nada ou de um tudo depende por qual ponto de vista você olhar.
    Costumava me sentir perdida no meio de um mundo de gente que me oferecia certezas que não eram minhas, costumava pegar emprestado sentimentos e com eles escrever textos, me permitia ficar quieta e observar tudo e isso fez com que eu conhecesse mais dos outros do que de mim mesma. Depois de um tempo passei a gritar  mesmo que eu não tivesse nada a dizer, pois eu só queria que me escutassem, que me enxergassem no meio daquele monte de gente cheia de mentes conturbadas e corações vazios e foi assim que eu inventei uma eu quando tudo o que eu queria era descobrir quem realmente eu era ou aonde me encaixava.
    Então me vejo quase aos vinte anos olhando o teto do meu quarto e pensando se eu deviria mesmo ter trancado a faculdade ou até a começado, então me pego tentando descobrir se me perdi ou me achei, se eu sou mesmo essa pessoa que vejo ou se o que eu vejo foi só o que restou. To aqui tentando entender o porque acabo sendo inconstante quando tudo o que mais gosto é de segurança e como eu posso eu a pessoa mais apegada do mundo ir embora tão fácil, talvez aquela historia de signo tenha razão e assim eu honre ser geminiana: "Duas metades que habitam a mesma alma" ou talvez eu ainda esteja vagando por ai tentando encontrar em qual de mim mesma eu me encaixo melhor.

2 comentários:

  1. "gostaria de poder ter congelado o tempo para pensar, mas como isso é impossível ele continua passando..." diferente de ti, eu parei para pensar, mas como você mesmo fala, nessa frase, ele continua a passar... Cheguei aos vinte, e ainda tenho incertezas de onde quero chegar e pra que lado devo ir, mas acho que meu tempo ta se esgotando... Temos o mesmo problema em comum, de observar e conhecer os outros do que a nós mesmas...
    Acho válido tudo que escreveu, passei pelas mesmas fases e continuo a passar, ás vezes passa pela minha mente que vamos chegar ao fim disso tudo, sem saber em qual nos encaixamos melhor, mas prefiro pensar que a cada momento que escolhemos ser de uma forma, foi cabível naquele instante de nossas vidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, eu esqueci, continue escrevendo mais textos assim... quero muito muito ler mais deles. Parabéns! E saiba que vou estar sempre do seu lado, seja qual for suas escolhas!
      Beijos
      http://neuradosvinte.blogspot.com.br/

      Excluir

Olá! Fique a vontade para comentar, sua opinião é muito importante para mim.
- Responderei e retribuirei todos os comentários assim que possível.
- Vou olhar seu blog e se eu gostar irei te seguir então não precisa comentar: "estou te seguindo, retribui?", esse tipo de comentário será ignorado.
- Não é permitido termos ofensivos ou abusivos, se você achou que de alguma forma o blog ou alguma postagem foi ofensiva por favor me encaminhe um e-mail.